🎥Estudo revela qual o conteúdo mais popular no YouTube

Com 2 mil milhões de utilizadores ativos mensais, o YouTube é um gigante no espaço on-line e não pode ser ignorado pelos profissionais do marketing digital. O facto é que o YouTube continua a ser líder em conteúdo de vídeo, que é, no momento, o formato mais popular para te conectares com o público.


Mas, assim como qualquer canal, se quiseres aproveitar ao máximo o YouTube, precisas entender como funciona, o que estão as pessoas a fazer na plataforma e o que os utilizadores estão a ver. Para fornecer mais contexto sobre isso, a equipa da Pew Research realizou um novo estudo sobre alguns dos canais mais populares do YouTube, de modo a determinar o que eles estão a publicar, como estão a publicar e quais as tendências de conteúdo que estão a surgir.


A equipa de Pew focou nos canais do YouTube com pelo menos 250.000 inscritos e conduziu uma análise de todo o conteúdo que estes canais publicaram na primeira semana de 2019. Isso equivale a mais de 43.000 vídeos, dando ao Pew um enorme conjunto de dados para examinar.


Vamos ver o que o estudo deles encontrou.


De acordo com o relatório da Pew, os vídeos do YouTube direcionados a crianças menores de 13 anos são altamente populares:

"Mais amplamente, os vídeos que mostram crianças com menos de 13 anos de idade - independentemente de o vídeo em questão ser destinado exclusivamente a crianças ou não - receberam quase três vezes mais visualizações do que os outros tipos de vídeos."


Para ser claro, o Pew observa que os vídeos mais populares foram "explicitamente destinados a crianças", por isso não é a presença de uma criança que é a força motriz.


A nota chave aqui é que os hábitos de consumo de vídeo estão a mudar - a próxima geração de consumidores está agora muito mais propensa a saber quem é o DanTDM em oposição a um personagem de desenhos animados da TV. Se quiseres uma medida para onde o futuro do entretenimento está a ir, este é um indicador-chave.


Sublinhando isto, outro estudo recente descobriu que as crianças nos EUA e no Reino Unido têm 3 vezes mais hipóteses de querer ser YouTubers do que os astronautas quando crescem.


Entre as outras notas importantes do estudo de Pew:

"Em média, um vídeo publicado por estes canais tinha aproximadamente 12 minutos de duração, o que se alinha com o limite de 10 minutos do YouTube para posicionamento do anúncio e preferência algorítmica. Se o teu vídeo do YouTube tiver mais de 10 minutos, terás mais capacidade de inserir manualmente os teus anúncios de acordo com o sistema do YouTube."

"Como podes ver no gráfico acima, o conteúdo sobre videojogos continua bastante popular no YouTube. De acordo com a Pew, cerca de 18% dos vídeos em inglês publicados por canais populares durante o período do estudo foram relacionados com jogos."

"Os vídeos com as palavras-chave "Fortnite", "partida" ou "pior" no título receberam mais de 5 vezes mais visualizações do que vídeos sem mencionar essas palavras. Além disso, o uso da palavra "Trump" em títulos de vídeo foi associado a um aumento significativo de visualizações medianas entre vídeos sobre eventos atuais ou políticos americanos. De fato, cerca de 36% dos vídeos sobre eventos atuais ou políticos americanos publicados por estes canais durante o período do estudo mencionaram as palavras “presidente” ou “Trump” nos seus títulos."

Em termos de promoção de social media associada, Pew diz que 70% dos vídeos estudados mencionaram outras plataformas de social media, como Instagram ou Twitter, dentro de sua descrição (seja em links ou no próprio texto). Curiosamente, os vídeos que mencionaram outra plataforma social receberam mais visualizações do que os vídeos que não mencionaram, o que sugere que os espectadores podem estar mais inclinados a partilhar conteúdo que esteja associado a uma presença social mais ampla.


#DMParticles #MarketingDigital #YouTube #Trump #Fortnite #videojogos #YouTubers #DanTDM #RedesSocias

Artigos Recentes

Artboard 3.png