🤖A ascensão de influenciadores virtuais no Instagram

A rede social foi criada para facilitar a ligação humana, para ampliar a nossa capacidade interativa, oferecendo novas maneiras de partilharmos as nossas vidas e experiências e relacionarmo-nos com outras pessoas da mesma forma.


Os gurus das redes sociais têm vindo a dizer que para ter sucesso nas plataformas sociais, precisas 'ser mais humano', 'humanizar a marca', 'é a ligação humana que importa'. Embora existam muitos exemplos dessas abordagens que levam a um maior sucesso das marcas on-line, há outra tendência crescente que contraria amplamente isso.


Esta tendência é a crescente popularidade dos influenciadores virtuais (virtual influencers) - modelos gerados por computador que estão a ganhar popularidade, especialmente no Instagram.



Os influenciadores virtuais, como podes ver aqui, apresentam uma ampla variedade de variações - de tão reais que nem consegues distinguir, até personagens de desenhos animados semelhantes a Sims que parecem completamente deslocados.

Mas eles estão, de facto, a surgir - recentemente, a plataforma de análise social HypeAuditor reuniu uma visão geral de alguns dos principais influenciadores virtuais e suas estatísticas de desempenho no último ano.


E os números falam por si:



De acordo com o relatório do HypeAuditor:

"Os influenciadores virtuais têm quase três vezes mais envolvimento do que os influenciadores reais. Isso significa que os seguidores estão mais envolvidos com o conteúdo dos influenciadores virtuais"

Esta é uma tendência incrível, especialmente se considerarmos o que isto pode significar para o futuro do marketing de influenciadores. Se estas descobertas estiverem corretas, e os influenciadores virtuais tiverem um aumento tão significativo, isto levará a que mais marcas procurem o mesmo. Os influenciadores virtuais são não remunerados, são imparciais, disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana - e, evidentemente, muito populares.


O perfil mostra que as utilizadoras mais jovens têm maior probabilidade de se envolver com influenciadores virtuais.



Podes ver que as utilizadoras de 18 a 24 anos têm uma probabilidade significativamente maior de se envolver com estas criações. Além disso, os dados do HypeAuditor mostram que os utilizadores dos EUA têm muito mais probabilidade de se envolver com personalidades virtuais.


Então, quem são eles e porque estão em ascensão? Podes dar uma olhada por ti mesmo - o HypeAuditor também forneceu uma lista dos principais influenciadores virtuais em todo o mundo, juntamente com o número crescente de seguidores.



Como observado, as próprias personagens variam de representações hiper-realistas a caricaturas. A principal influenciadora virtual é a lilmiquela, com 1,7 milhão de seguidores, seguida pela boneca Bratz como noonoouri (332k seguidores), a imma de aparência mais real (159k) e a hiper-real Shudu (193k).



De momento existem algumas limitações no uso de personagens virtuais. Construir modelos 3D realistas é caro - talvez mais caro do que simplesmente usar pessoas reais em alguns casos - mas à medida que a tecnologia avança, estes custos diminuem e abrem as portas para mais empresas que procuram utilizar.


O HypeAuditor sugere que a novidade é um elemento chave na sua popularidade atual e, à medida que os modelos digitais se tornam mais comuns, eles perdem parte desse interesse.


Mas será que no futuro vamos saber quem é real e quem não é?


#DMParticles #virtualinfluencers #influenciadoresvirtuais #lilmiquela #Instagram #RedesSocais #noticia

Artigos Recentes

Artboard 3.png