Google e o Facebook batem a Amazon no investimento digital do D2C

Um novo estudo de comércio eletrônico de março / abril de 2019 revela que cerca de 50% dos entrevistados tinham a intenção de aumentar o investimento em anúncios do Facebook e em anúncios do Google, em comparação com apenas 18% que planeavam aumentar os gastos na Amazon relação ao ano passado.


Uma pesquisa recente, descobriu que as marcas D2C investem mais no Facebook, Instagram e Google Ads (incluindo a rede de pesquisa e Google Shopping) do que na Amazon Ads.


A Amazon Ads ficou também atrás dos “influenciadores” como um canal de aquisição, com cerca de 36% dos entrevistados a indicar que planeavam aumentar os gastos com influenciadores este ano.



O aumento nos gastos digitais tem um custo para os canais off-line, com muitos entrevistados a indicar que preveem gastar menos em impressão, outdoor, TV e rádio em 2019, em comparação com 2018.




O D2C abrange conteúdo gerado pelo usuário

O conteúdo gerado pelo usuário (UGC) está pronto para ver um forte crescimento este ano, com mais de 70% entrevistados indicam que já implementaram algum tipo de programa de UGC e 20% vão implementá-lo.


O UGC inclui conteúdo criado por consumidores, como reviews, fotos e vídeos.

As marcas incorporam o conteúdo de UGC de várias formas, inclusive nas redes sociais (66%), e-mail (41%) e anúncios digitais (20%).




Repartição do investimento em marketing por tamanho da empresa

A pesquisa da Yotpo analisou como o tamanho de uma empresa D2C afeta o seu investimento em marketing. O tamanho é definido pela receita da seguinte forma:

Pequeno: US $ 5 milhões ou menos

Médio: US $ 6 a US $ 100 milhões

Grande: mais de US $ 100 milhões


Todas as empresas, grandes e pequenas, concentraram-se em três KPIs principais ao avaliar a eficácia de suas iniciativas digitais. Os três principais KPIs que as empresas usam para medir o sucesso são as vendas por comércio eletrônico, os novos clientes e as taxas de conversão.


As pequenas marcas mostraram uma clara preferência pelo Facebook e Instagram, com cerca de 50% dos entrevistados a salientar que pretendem aumentar os gastos nessas plataformas (contra 15% que indicaram que preferiam gastar mais com a Amazon).




As empresas de tamanho médio mostraram uma clara preferência pelo Google Ads, com 60% dos entrevistados. Os entrevistados também pretendem gastar mais no Facebook (55%) e no Instagram (42%), bem como no Google Shopping (42%).



As grandes marcas tendem a ter mais dinheiro para gastar em todas as redes sociais, portanto, não é surpresa que uma percentagem maior de participantes tenha indicado que planeava gastar mais em praticamente todos os canais digitais do que na média do setor.


Assim como as marcas pequenas e médias, o Google e o Facebook foram os vencedores mais claros, com mais de 60% dos entrevistados a indicar que o seu intuito seria gastar mais no Google Search e no Google Shopping e mais de 53% iria apostar mais no Facebook.


As grandes marcas também se mostraram mais propensas que as pequenas e médias marcas a aumentar os gastos na Amazon, com 32% dos entrevistados a manifestar intensões de investir mais nessa plataforma (em comparação com 18% para a indústria como um todo).




Um olhar mais atento na Amazon

Embora a Amazon seja o claro perdedor neste estudo em comparação com o Facebook e o Google, a pesquisa da Yotpo revelou que o gasto previsto flutuava dependendo da indústria.


Cerca de um quarto dos entrevistados em três setores: Automotivo, Eletrônicos e Telecomunicações e Desporto e Ar Livre, indicaram que planeavam gastar mais com a Amazon este ano. O outro extremo é o entretenimento, com apenas 3% dos entrevistados indicar que iriam aumentar os gastos na Amazon, enquanto 12% devem gastar menos.



#DMParticles #MarketingDigital #Facebook #Google #Amazon #Dicas #2019 #influencer #D2C

Artigos Recentes

Artboard 3.png